Por: Flávia Pereira, Gabriel Salazar, Lourenço Marchesan e Rafaela Pfeifer

Foto: Cecília Fontoura/FAMECOS/PUCRS

A manhã desta quarta-feira (3) foi a última do 31º SET Universitário. Sete oficinas e a canja marcaram o início do fim do evento na Escola de Comunicação, Artes e Design (Famecos). O texto jornalístico, o uso de Chroma Key e ferramentas da Adobe, Pepsi Twist Land, eventos sustentáveis, propósito, varejo e proporções humanas foram pauta das dinâmicas ministradas hoje na Famecos. Como oficineiros e na canja, tivemos alunos e profissionais formados na universidade como alguns dos personagens a frente das atividades.

As oficinas “Paixão pela palavra – segunda parte” e “Eventos sustentáveis na prática” iniciaram a manhã de atividades na Escola. O segundo dia da oficina “Paixão pela palavra” contou com o feedback do ministrante Ricardo Bueno das atividades realizadas no dia anterior pelos participantes. Ricardo, que atua há 30 anos como jornalista, é atualmente diretor da Alma da Palavra, empresa especializada em produção de conteúdo comemorativo para instituições.

“Eventos sustentáveis na prática” foi ministrada por Julia Caon, Relações Públicas especialista em gestão empresarial, e Patricia Rabello, Relações Públicas especialista em gestão de marcas e comunicação da sustentabilidade. Bem-humoradas, as ministrantes juntaram os participantes em um círculo para que pudessem dialogar melhor. “Quando a gente faz um círculo todos somos iguais. Todo local de fala é válido”, explicou Julia. As RPs conversaram sobre os diferentes tipos de resíduos, destino dos resíduos, pegada ecológica igualdade de gênero em empresas e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Com duas dinâmicas envolvendo os participantes, as ministrantes quiseram fazê-los pensar sobre como aplicar sustentabilidade em eventos. “Precisamos pensar passos para que o evento seja minimamente sustentável”, contou Patricia.

A atividade “Gravação e Edição em Chroma Key utilizando ferramentas Adobe e equipamentos Dell de alta Performance” deu continuidade a programação. Andreas de Oliveira, Charles Jean Machado Lanes e Eduardo Wannmacher demonstraram as vantagens em usar softwares com diversos recursos de qualidade na edição de produtos audiovisuais.

Outra oficina que chamou bastante atenção de alunos da Publicidade, Jornalismo e Relações Públicas foi a de “Eventos proprietários: Case PEPSI TWIST LAND”, apresentada por Bernnardo Bonnard, gerente da marca Pepsi, e Rodrigo Machado, sócio-diretor da Opinião Produtora. A dinâmica tinha o intuito de contar os bastidores da organização do evento e também citar os acertos da companhia em relação a esta empreitada. Ainda que com traços em comum, os eventos Planeta Atlântida e Pepsi Twist Land buscam propósitos diferentes. Rodrigo enalteceu a preocupação com a segurança durante o evento, questão cada vez mais abordada no litoral gaúcho. A “experiência” do público no Twist Land foi a grande marca da oficina, assim como ir atrás de música de “qualidade”. Orgânico era o termo empregado diversas vezes, referindo-se à diversidade de atrações. Ao falar dos resultados, Rodrigo exibiu satisfação.

– A marca Pepsi Twistland está na cabeça das pessoas.

Foto: Rafaela Pfeifer/Famecos/PUCRS

“De propósito não é por acaso: o que é real e o que não passa de blá-blá-blá quando as marcas falam da sua vocação” foi mais uma das atividades desta manhã. A dinâmica em grupo foi ministrada por Martina Fischer, mestre em Ciências da Comunicação, especializada em marketing e professora da faculdade de Publicidade e Propaganda na Famecos. A oficineira tratou da necessidade de consistência das marcas para a sua sobrevivência no mundo contemporâneo, à medida que os consumidores têm se tornado cada vez mais céticos e exigentes. O foco da atividade foi abrir um diálogo entre os ouvintes para debaterem questões ligadas ao que os move em suas vidas pessoais, de maneira que pudessem refletir sobre o pessoal e o discurso das marcas que pode, muitas vezes, ser vazio ou se encontrar no meio do caminho entre esse o seu propósito.

O varejo também foi um dos tópicos abordados pelas atividades do terceiro dia. Fabiana Londero, profissional de Relações Públicas formada pela Famecos ministrou a oficina “A relevância da comunicação no futuro do varejo [cenário, experiência do consumidor e novas tecnologias]”pelo segundo dia. Há 20 anos no mercado, Fabiana tem em seu currículo passagens pelas Lojas Renner e a agência de eventos Capacità. Atualmente, a RP é Head marketing das Lojas Lebes. Durante a dinâmica, Fabiana trouxe dados sobre o varejo e e-commerce e conversou com os alunos sobre o comportamento do consumidor, quanto a comprar virtuais e via varejo.

A terceira manhã do SET se encerrou com a oficina ”Perspectiva e proporções humanas” com o estudante de Design da Famecos Léo Ambros. Folhas A3, lápis e mão na massa fizeram parte da atividade, os alunos aprenderam técnicas de desenho com o oficineiro e com o auxílio dele fizeram o desenho de um corpo humano, respeitando as proporções.

    Patrocínio

    Apoio

    Apoio

    Realização