Programação » 29/9 | Lab de Ideias

Perspectivas da produção audiovisual

Desenvolvimento de políticas públicas que contemplam o audiovisual na sua pluralidade. Pensar boas práticas para a construção de produções mais representativas.

29/9

14h – 15h30

Ana Moura
Ministrante

Ana Moura participa do Coletivo Macumba Lab, coletivo de profissionais negres do audiovisual no Rio Grande do Sul. É graduada em Publicidade e Propaganda pela UFRGS. Sua trajetória no mundo do cinema e audiovisual começou em 2015 quando entrou na equipe de bolsistas da UFRGS TV. Foram cinco anos trabalhando na escrita de roteiros e pautas, e na produção, na captação e na edição de materiais audiovisuais. Em 2018 fez a segunda assistência de direção e continuidade no curta premiado no Festival de Cinema de Gramado “Quero ir para Los Angeles”, de Juliana Balhego. No mesmo ano, entrou para o coletivo de profissionais negros do RS, o Macumba Lab. Em 2020 foi contratada como a primeira mulher negra a integrar a equipe de câmeras de estúdio na RBS TV. No mesmo ano começou a trabalhar como editora de vídeos freelancer de Yuri Marçal. E criei junto com amigos o podcast de cultura popular Conversa Solta. No começo de 2021, colaborou como roteirista e pesquisadora no projeto “Odilon Lopes – 50 Anos”. Atualmente está trabalhando no desenvolvimento do roteiro do curta “O Avesso do Samba”, projeto que será lançado em conjunto do álbum Samba Às Avessas de Pâmela Amaro. Também está integrando o grupo de desenvolvimento de roteiros de ficção no Projeto Marieta com o projeto de longa “Memória não Morrerá”.

Ariel Ortega
Ministrante

Ariel Ortega participa do coletivo Mbyá-Guarani, coletivo de produção de vídeo e artes visuais brasileiro, focado na cultura guarani. É artesão, cineasta e pensador mbyá-guarani, se dedica ao cinema desde 2007, quando foi diretor do filme Mokoī Tekoa, Peteī Jeguata (Duas aldeias, uma caminhada), vencedor do ForumDoc BH de 2008. Depois disso dirigiu outros filmes também premiados, tais como Bicicletas de Nhanderu (2011), Desterro Guarani (2011), Tava a casa de pedra (2012), Mbya Mirim (2013), e No caminho com Mário (2014). Atualmente mora na Tekoa Koē’ju, em São Miguel das Missões, Brasil, onde desenvolve trabalho de recuperação de áreas florestais degradadas junto ao Centro de Trabalho Indigenista (CTI) e integra o Coletivo Mbyá-guarani de Cinema e o Coletivo Ará Pyau de Cine (Argentina).

Nica Fochesatto
Ministrante

Nica Fochesatto é atual presidenta da APTC-ABD/RS (Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos), entidade de classe que, durante seus mais de 35 anos de existência, tem trabalhado para consolidar o espaço da produção audiovisual no RS, garantindo oportunidades de trabalho para os técnicos da área. É formada em cinema e trabalha principalmente como produtora. Se dedica principalmente na realização de filmes dirigidos por mulheres. Atualmente está com dois projetos em finalização e um pré produção. Está no laboratório de desenvolvimento Marieta com seu primeiro projeto de roteiro. Através do edital Pró Cultura RS produziu o projeto “Via Pública”, série de foto-histórias nas plataformas digitais sobre ciclistas em Porto Alegre. Executou a Produção Local do longa-metragem “Quando o Brasil era Moderno”, da Ocean Filmes e da série “Mude minha Ideia”, de Quebrando o Tabu/GNT. Atuou como Diretora de Produção em videoclipes como “Hoje eu Sou Trovão pt II – Fresno, Caetano Veloso e Rashid”; Dance Video Oficial para o artista Ed Sheeran, Documentário turnê “Vem” da Mallu Magalhães; Videos para canal do youtube do cantor Thiaguinho; Atuou como Diretora de Produção e Produção Executiva do aplicativo “InYou”. Trabalhou por dois anos como Coordenadora e Diretora de Produção de todos os projetos audiovisuais na empresa “Noize Media/Noize Record Club/Revista Noize” (comerciais, videocases, lives, clube do vinil, conteúdos para redes sociais, etc) com clientes como Skol, Guaraná, Ray-Ban, Lollapalooza, Itaipava, Trident e artistas como Tulipa Ruiz, Xênia França, O Terno, Liniker, Gilberto Gil, Ludmilla, Rael e Baiana System. Independente do projeto, busca caminhos práticos e criativos para concretizar o melhor dentro da realidade proposta, considerando-se uma pessoa que gosta de desafios.