(Foto: Mariane Castilhos/Famecos/PUCRS)

por Marina Vasconcellos e Gabriel Salazar

No primeiro dia de SET Universitário, alunos da PUCRS e da PUC-SP visitaram a RBS TV para a oficina de Jornalismo Investigativo, ministrada pelos jornalistas Anderson Vargas, Giovani Grizotti e Fábio Almeida. Temas como câmera escondida, importância da apuração e de manter o contato com as fontes foram abordados na tarde de segunda-feira.

Fábio Almeida e Giovani Grizotti contaram um pouco de suas trajetórias como repórteres, mostrando conteúdos que fizeram ao longo de sua carreira. Fábio começou falando como sua experiência com rádio o levou para o caminho do jornalismo investigativo. Depois disso, mostrou algumas reportagens que fez e comentou como ao longo do tempo teve que deixar de fazer passagens – devido ao caminho que estava trilhando na área. “Jornalismo investigativo acaba flertando com certos limites”, disse o repórter, em relação às situações arriscadas e algumas vezes conflitantes com a lei.

Em seguida, Giovani trouxe seus aprendizados e enfatizou a construção da relação com as fontes e como isso permitiu que ele passasse a escolher suas pautas, segundo ele “se o repórter não tem fonte, ele não sobrevive”. Ao ser questionado sobre os limites e o uso de câmera escondida, ele destaca que o público tem direito de ser informado e alertado, ou seja, o uso do equipamento é justificado pelo interesse público. O jornalista ainda falou em como a RBS TV é conhecida pela reportagem investigativa e sobre o Fantástico ser o programa que oferece o maior espaço para isso no Brasil, com as reportagens especiais.

(Foto: Mariane Castilhos/Famecos/PUCRS)

A segunda parte da oficina foi ministrada pelo editor-chefe do núcleo investigativo Anderson Vargas, que começou ressaltando que “o objetivo é contar uma boa história” e que “escrever bem não é escrever com palavras difíceis, é fazer com que seja entendido”. Após uma breve apresentação de como fazer jornalismo, aplicou uma atividade de brainstorming onde os participantes tinham como tema uma caneta e deveriam criar uma pauta, despertando a criatividade. Para finalizar, foi proporcionado um tour dentro da RBS TV para que os alunos conhecessem os estúdios e as redações, além de ver a realidade dentro de um veículo.

    Patrocínio

    Apoio

    Apoio

    Realização