(foto: Douglas Rosa / Famecos)

por Nathalia Becker e Lourenço Marchesan

 

A tarde foi agitada no primeiro dia de SET Universitário. Nove oficinas dentro e fora da Famecos foram destaque da programação. Aqui no prédio 7 a coisa começou logo às 14h.

A oficina de “Produção e Conteúdo no Meio Rural” teve como palestrantes Cândida Schaedler e Laís Escher. As ministrantes iniciaram a oficina com uma breve discussão acerca de como o meio rural cresceu e se tornou um setor de grandes possibilidades. Outro ponto enfatizado foi a linguagem e conteúdo a ser publicado, deve-se pensar globalmente e agir localmente, ou seja, projetos devem ser pensados além do local. Os alunos também aprenderam que a produção jornalística deve sempre alcançar todos os setores e todas as pessoas precisam entender a mensagem que está sendo transmitida. “Relação é construção“ foi a oficina que teve como palestrante Letícia Castilhos. A oficina buscou mostrar que clientes possuem valores diferentes e, por isso, é preciso certificar-se de que todos os detalhes requeridos devem ser cumpridos. Para ressaltar ainda mais essa ideia, foi realizada uma atividade que rendeu discordâncias e risadas entres os alunos. Para os amantes de Publicidade, aconteceu a oficina “Inovação incremental“, com Cássio Grinberg, que mostrou a importância de inovar e quebrou alguns mitos sobre inovação. Para exercitar o que foi aprendido, os alunos se reuniram em grupos e escolheram algum impasse para, em seguida, discutir e buscar um projeto que solucionasse o problema em questão.

Mais uma vez presente no Set Universitário, Roberta Fofonka apresentou aos estudantes de comunicação o “Geração E”, junto com seu colega Mauro Belo Schneider. Focado em histórias específicas que trabalhem com empreendedorismo, o projeto do Jornal do Comércio inova no modo de fazer Jornalismo, voltado para cases de sucesso em diferentes ramos de negócios.

Paralelamente, a oficina “Criação e Produção no Cinema” acontecia. Os ministrantes Rodrigo Scheid, Andressa Quines e Marco Birnfeld usufruíram do tempo propondo atividades práticas aos participantes. A dinâmica consistia na divisão de tarefas em grupos, exigindo trabalho de muitos estudantes de Cinema da Famecos.

No Cicom da Escola de Comunicação, Artes e Design, Douglas Abreu mencionou as métricas utilizadas no Jornalismo para acompanhar o engajamento do público e destacou habilidades e softwares necessários. Head de Marketing Digital na agência Big House – especializada na criação de sites e conteúdo –, Douglas é formado em Jornalismo na Famecos e trabalha com o objetivo de atrair demanda e atenção na internet para sites e blogs.

Através da oficina “Empreendedores de sonhos“ os alunos aprenderam como empreender socialmente, o termo significa lucrar mas muito mais que isso, é trazer o desenvolvimento para a sociedade. Com o palestrante Mário Pereira foi possível entender quais são os fatores que auxiliam o desenvolvimento de projetos sociais.

Acompanhe tudo sobre o 31º SET Universitário pelas redes sociais da Famecos. Siga @eusoufamecos no Instagram e no Facebook.

    Patrocínio

    Apoio

    Apoio

    Realização