por Lourenço Marchesan e Marina Vasconcellos

(Foto: Eduarda Guimarães/Famecos/PUCRS)

A segunda-feira no 31º SET Universitário começou movimentada, com oito oficinas já pela manhã. À tarde e à noite, mais oficinas e duas grandes palestras seguem o baile do primeiro dia de evento, que vai até a noite de quarta-feira, 3 de outubro.

A profissional de relações públicas Rafaela Gazi trouxe a importância de entender o cliente, o público e a criação de personas para os projetos pensando em estratégias para ter o conteúdo adequado em “Na Oficina Conteúdo Digital: O que não te contaram na faculdade”. A conversa com os alunos teve como objetivo mostrar a diferença entre persona e público-alvo, como criar e identificar cada um e como é essencial o planejamento do conteúdo para ter engajamento.

Ao mesmo tempo que Rafaela, Edu Santos, sócio co-fundador da Loop Reclame (agência de música focada em produção de áudio), relatou em “Produção e criação para áudio. Do briefing ao orgasmo sonoro” detalhes de sua trajetória profissional como publicitário até as funções que exerce atualmente na Loop, onde cuida da inserção de músicos e bandas em peças publicitárias. Felipe Klever, estudante de Publicidade e Propaganda, assistiu à oficina com este intuito. Músico de apenas 19 anos de idade e acostumado a tocar em bares de Porto Alegre, enfatizou seu interesse “na proposta” de Edu e disse que gostou muito por abordar o “áudio” como tema.

Às 9h, foi a vez da ex-aluna da Famecos Roberta Fofonka na oficina “Quem você está excluindo do seu texto” abordar seu assunto. Preocupada em discernir sobre a diversidade de públicos que são atendidos no Jornalismo, Fofonka sintetiza sua proposta.

– Uma coisa fundamental para gente começar a trabalhar para que essa comunicação inclusiva seja efetiva é parar de pressupor que a gente sabe quem está nos lendo.

No final da manhã, o Diretor de Jornalismo da SBT-RS Danilo Teixeira explicou o modo de fazer Jornalismo com entretenimento em sua emissora baseado na relação com o público. Outro jornalista de uma emissora imponente do Rio Grande do Sul também esteve presente no prédio 7 da PUCRS. Marcos Santuario, editor do jornal Correio do Povo, esclareceu em “Painel Expositivo Jornalismo e Mundo Novo – Comunicação e Empresas Jornalísticas no Universo Local e Global” as mudanças advindas da convergência midiática e seus trabalhos e expedições como jornalista. Santuario reiterou a necessidade da integração dos diversos meios de comunicação, inclusive do jornal impresso, citando também o rádio e a televisão como meios adaptadas à convergência.

Na oficina “Verdades e Mentiras dos projetos de incentivos fiscais”, a produtora cultural Clarice Ficagna apresentou as linhas de incentivos e quem pode propor projetos de cultura e esporte segundo as leis. A oficina contou com grande participação dos alunos e atividades práticas. Ainda pela manhã, aconteceu a oficina do Sicredi “Criação de Produtos Digitais”, em que os ministrantes Alana Pereira e Nilton Buske ofereceram uma dinâmica de grupo com o objetivo de solucionar problemas e trazer alternativas para o desafio considerando aspectos como visão do produto, proposta de valor, mercado, público-alvo e outras.

A oficina “Fotografia de cidade – percorrer e narrar”, ministrada pela jornalista e artista visual Camila Domingues e pelo fotógrafo e também artista visual Cristiano Sant’Anna, começou com uma breve apresentação da fotografia nos séculos 20 e 21. Em seguida, os alunos saíram para uma atividade no Centro Histórico de Porto Alegre para ter uma experiência do trabalho apresentado.

Acompanhe tudo sobre o 31º SET Universitário pelas redes sociais da Famecos. Siga @eusoufamecos no Instagram e no Facebook.

    Patrocínio

    Apoio

    Apoio

    Realização